Sobremesa simples de frutas cozidas

Nestes dias chuvosos em que estive sozinha em casa com a neném, não tive pique de ir até a Espanha para comprar minhas frutas gostosas, então me virei por aqui mesmo indo apenas até o mercadinho mais próximo, mas lá parece que preços baixos contam mais do que a qualidade das frutas e verduras, então acabei me arrependendo de ter me empolgado justamente com o preço do grande saco de maçãs e da caixinha de pêras… isso sem falar do saco de laranjas e o de tangerinas eu comprei de teimosa mesmo, para tentar dar outra chance aos produtos, mas estes já havia comprado e me arrependido antes, resultado, tinha estas 4 frutas aqui em uma quantidade relativamente grande para apenas 1 adulto e 1 bebê, e com uma qualidade inferior a das frutas que costumamos comer… já não aguentava mais beber suco ácido, e nem comer maçã raspadinha sem sabor e pêras insossas, então resolvi resgatar uma receita que fazia muito quando a Angie começou a comer: as frutas cozidas!

Não sei a quantidade exata de maçãs e pêras que ainda tinha, talvez umas 08 maçãs e umas 05 pêras, mas hoje pela manhã tirei as cascas (por conta da Angelina) e cortei tudo, coloquei em uma panela, adicionei o suco de 2 laranjas, de 1 limão siciliano e de 01 tangerina, nada de água ou de açúcar como é meu costume, cozinhei por 20 minutos.

Eu adoro isso, faço também com pêssegos e com cerejas, mas acho que vale para qualquer fruta. Normalmente ponho apenas o suco de 1 limão siciliano (detalhe: aqui o limão verde tipo Tahiti é muito mais caro e mais difícil de encontrar, além de ter sabor muito mais forte, em geral, prefiro o limão siciliano, uso em muitas receitas). Fica uma delícia também com especiarias como canela em pau, anis estrelado, cardamomo, cravos… só não coloquei pois, nas últimas semanas, a Angelina está bem enjoada para comer… então, melhor não correr riscos com sabores mais intensos…

Dependendo do objetivo cozinhe mais ou menos, quando a Angie era pequena, costumava usar o processador para ralar grosso as frutas, aí ficavam pedacinhos pequenos, ideais para um bebê, e cozinhava quase até chegar a consistência de geléia, mas sem deixar que virasse papa. Agora ela já tem 14 meses e apesar de não ter ainda dentes come pedaços maiores, ficou mais fácil!

Sempre que for cozinhar as frutas adicione o suco de uma fruta cítrica, ajuda a conservar e dá mais sabor.

A maçã tem uma substância chamada peticina que ajuda a dar consistência de geléia sem a necessidade de fazer uma calda de açúcar, então sempre ponha também pelo menos uma.

Depois de pronto, ponho em vidros esterilizados e guardo na geladeira, dura uns bons dias, não sei quantos pois os meus potes eu sempre comi antes de que estragassem…o açúcar presente na fruta (ou o adicionado, para quem curte “um melaço”) age como conservante, já li em algumas receitas de geléias caseiras que elas podem durar uns 2 meses quando guardadas na geladeira e tomadas as devidas precauções de higiene como, por exemplo, não pegar mais com a colher usada…rs.. mas repito, nunca testei a duração delas e como as minhas em poucos dias pois uso essas minhas frutas cozidas de diversas maneiras:

  1. Com iogurte no café da manhã;
  2. Com queijo branco, como sobremesa;
  3. Com chantilly, como sobremesa;
  4. No pão, como geléia;
  5. Em alguns pratos com carnes, sempre gostei de misturar frutas nas comidas;
  6. Sozinha, como sobremesa ou “lanchinho da tarde”.

A Angelina também adora!!!

frutas topo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s